Cirurgia Robótica

A cirurgia robótica é atualmente a forma mais moderna disponível para o tratamento do câncer de próstata. É uma evolução da Laparoscopia (técnica cirúrgica minimamente invasiva que utiliza micro câmeras).

Nos EUA, atualmente, cerca de 90% das cirurgias de próstata são robóticas. No Brasil, a inovação chegou em 2008 e de lá pra cá também teve um importante crescimento.

A intervenção cirúrgica é realizada por meio de um robô. A máquina não opera sozinha, ela reproduz todos os movimentos do cirurgião, que comanda tudo de um console (similar a um joystick de videogame) próximo à mesa cirúrgica. É necessário ainda que um segundo cirurgião esteja ao lado do paciente para manusear as pinças e fazer eventuais ajustes.

 

Esse procedimento deve ser aplicado apenas por cirurgiões certificados, com treinamento específico. É importante buscar profissionais que já tenha ampla experiência nessa tecnologia.

 

A equipe do IUCR acumula grande experiência com a cirurgia robótica, com mais de 2 mil procedimentos realizados, e atua também na consultoria e formação de Instituições e profissionais de saúde nessa técnica.

Um dos braços robóticos tem um laparoscópio e os outros braços seguram pequenos instrumentos cirúrgicos que podem entrar em uma incisão de menos de um centímetro. As pinças robóticas fazem movimentos 360 graus e conseguem acessar regiões estreitas e angulosas. São movimentos de alta precisão, difíceis de serem realizados diretamente com a mão humana. Por meio de um monitor 3D, os médicos acompanham todo o procedimento com alta definição.

O alto nível de segurança e precisão do procedimento trazem importantes benefícios aos pacientes:

Pequenas incisões 
Menor sangramento e diminuição das taxas de transfusão 
Menor tempo cirúrgico
Menor tempo de internação
Menor risco de infecção
Diminuição das dores e das complicações pós-cirúrgicas
Rápida recuperação no período pós-operatório
Retorno mais rápido às atividades diárias

Como a recuperação do paciente após o procedimento é mais rápida, com menos dor e menos complicações, geralmente, o paciente pode voltar a se alimentar no mesmo dia e é recomendado que não permaneça deitado todo o tempo. Caminhar ajuda na recuperação e na volta das funções intestinais.

Segundo evidências científicas, a cirurgia robótica também possibilita uma recuperação mais precoce da continência urinária e da potência sexual. 

logo-negativo-novo.png
logo-fb.png
logo-linkedin.png
logo-youtube.png
Médico responsável: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães - CRM/SP 80506
Copyright © Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica Dr. Gustavo Guimarães. Todos os direitos reservados