top of page

Por que o câncer é uma doença complexa?

Ainda existem muitas dúvidas sobre o câncer. Por que ele se desenvolve, quais as causas? O câncer tem cura? O câncer pode ser evitado? Para começar é importante entender o que é o câncer.


O nosso corpo humano é formado por trilhões de células que se multiplicam por meio de um processo chamado divisão celular. Em condições normais, esse processo é ordenado e controlado e é responsável pela formação, crescimento e regeneração dos tecidos saudáveis do corpo.


O câncer ocorre quando as células de algum órgão ou tecido começam a se multiplicar desordenadamente e sem controle. Essas células podem se concentrar em um determinado órgão ou tecido do corpo, sendo caracterizada como tumor primário, mas também podem se espalhar, alcançando outras regiões e dando origem a novos tumores, o que se chama metástase.


Nem todos os tumores são malignos. Os tumores benignos podem crescer e pressionar órgãos e tecidos saudáveis, por isso devem ser tratados, mas eles não invadem outros tecidos e órgãos.


Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer abrange mais de 100 diferentes tipos de patologias malignas com características diferentes. O câncer pode surgir em qualquer parte do corpo e por isso ele é tão complexo.


A classificação do tipo de câncer de uma pessoa considera a origem celular e o local onde ele teve origem, por exemplo: próstata, rim, bexiga, mama. Cada órgão ou tecido onde o câncer pode se desenvolver é formado por um conjunto de células que podem originar tipos de tumores diferentes. Por exemplo, na próstata podemos ter um adenocarcinoma, carcinoma de pequenas células, carcinoma de células transicionais, sarcoma. O câncer também é classificado de acordo com o tipo de alteração genética que foi responsável pelo seu desenvolvimento.


Quando há a confirmação do câncer pela biópsia, o laudo traz todas as informações sobre as características do tipo do câncer, inclusive o potencial de agressividade.


São as características do câncer (tipo, subtipo, estadiamento, grau de agressividade, se há metástase, se existe mutação e em qual gene, as características moleculares e genéticas) e o perfil do paciente (clínico, físico e genético) que vão determinar o tratamento. Por isso, o tratamento deve ser personalizado, individualizado de acordo com cada caso.



Para entender mais sobre o câncer, clique aqui

126 visualizações

Comments


bottom of page