Câncer: prevenir é melhor que remediar

No mundo, por ano, ocorrem 18 milhões de novos casos de câncer com 9,6 milhões de mortes segundo dados do Globocan. O câncer é a segunda principal causa de morte.No Brasil, as estimativas são de 625 mil novos casos para os próximos três anos (2020-2022).

Diante desse cenário alarmante, o que é possível fazer?


A resposta é prevenção. Adotar hábitos de vida saudáveis e disponibilizar acesso aos exames para rastreamento e diagnóstico precoce do câncer. A prevenção se divide em prevenção primária, secundária e terciária. Essas são as ferramentas que podem combater a doença e evitar que a incidência de novos casos continue a crescer.


“Deve ser um movimento global, que une toda a sociedade em prol do mesmo objetivo. Ao adotar estratégias de prevenção e diagnóstico precoce, os reflexos são tratamentos com menor custo, menos invasivos e com mais chances de sucesso. Governo, autoridades, instituições e indivíduos fazendo cada um a sua parte”, ressalta Gustavo Guimarães, diretor do IUCR.


Prevenção Primária

A prevenção primária depende de cada pessoa e está relacionada a mudanças de comportamentos.


Como cerca de 90% dos casos de câncer tem relação com exposição a fatores ambientais e apenas 10% são hereditários, estudos mostram que 1/3 dos casos poderiam ser evitados se as pessoas mudassem seus comportamentos, evitando os fatores de risco.


E quais seriam esses comportamentos, como evitar os fatores de risco?


• Manter uma rotina de hábitos saudáveis é o primeiro passo.

• Fazer atividades físicas regularmente, evitar o sedentarismo e a obesidade.

• Manter uma alimentação equilibrada, sem exageros, com o consumo de frutas, verdura, legumes, fibras e evitando açucares em excesso, carne vermelha, embutidos, defumados, processados e alimentos ricos em conservantes e sódio.

• Não fumar, consumir bebida alcoólica com moderação

• Evitar exposição excessiva ao sol, sem proteção.

• Fazer uso de preservativo durante a relação sexual e evitar a contaminação pelo vírus do HPV e da Hepatite B. Existe inclusive, vacinas para imunização contra esses agentes.


Prevenção Secundária e Prevenção Terciária

A prevenção secundária contempla a detecção e o tratamento do câncer em pessoas que ainda não apresentaram sintomas, ou seja, são os exames de rastreamento. Já a prevenção terciária propõe agilidade ao processo de diagnóstico em pacientes com sintomas.


Aqui no Brasil, as pessoas ainda não têm o hábito de ir ao médico e fazer exames quando surge um pequeno sinal de alteração persistente, mas que não incomoda. O que é um erro, porque o câncer no início, na maioria das vezes, não apresenta dor.


Por isso, a recomendação é sempre buscar orientação médica a qualquer sinal diferente no organismo que não melhore após duas semanas. O paciente deve mencionar ao médico o seu histórico clínico e familiar e o médico, por sua vez, deve solicitar os exames necessário para um bom diagnóstico.


Alguns sinais podem indicar um câncer. São eles:


• Nódulos ou inchaços incomuns, normalmente indolores e que aumentam de tamanho

• Tosse, falta de ar ou dificuldade de engolir persistentes

• Mudança no hábito intestinal – como prisão de ventre e diarreia e/ou sangue nas fezes.

• Sangramento inesperado – incluindo sangramento vagina, nas fezes e urina ou quando se tosse.

• Perda de peso inexplicável, involuntária em curto período de tempo

• Fadiga, cansaço extremo e falta de energia.

• Dor ou desconforto, dores inexplicáveis ou constantes ou dores que vem e vão.

• Sinais novos de pele ou alterações em um sinal, mudanças de tamanho, forma ou cor, se escama, sangra ou produz secreções.

• Problemas ao urinar, necessidade de urinar urgentemente e mais frequentemente, ou não conseguir quando tem vontade e/ou sentir dor quando urinar.

• Alterações incomuns nas mamas, mudança no tamanho, forma ou sensação, alterações na pele e dor.

• Perda de apetite

• Ferida ou lesão que não cicatriza, inclusive pinta ou ferida na boca.

• Azia ou indigestão persistente

• Sudorese noturna intensa


Além disso, homens e mulheres precisam estar atentos a realização dos exames de rotina que precisam ser realizados de acordo com a idade. Converse com seu médico sobre o momento de fazer cada um deles e inclua em sua rotina


Para mulheres, alguns exames importantes.

• Ultrassom das Mamas

• Papanicolau

• Exame de sangue

• Mamografia

• Densitometria óssea

• Ultrassonografia pélvica e transvaginal

• Avaliação cardiológica

• Colonoscopia


Para Homens

• Autoexame dos testículos

• Exame de Sangue

• Avaliação cardiológica

• Exame de toque retal e exame de PSA

• Colonoscopia


241 visualizações
logo-negativo-novo.png
logo-fb.png
logo-linkedin.png
logo-youtube.png
Médico responsável: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães - CRM/SP 80506
Copyright © Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica Dr. Gustavo Guimarães. Todos os direitos reservados