Inca divulga que Brasil poderá ter 625 mil novos casos de câncer ao ano entre 2020 e 2022

O INCA divulgou na última quarta-feira, 04, as novas estimativas do câncer para o Brasil nos anos de 2020-2022. A OMS e o IARC, por sua vez, também divulgaram dois relatórios, com uma abordagem mundial do câncer, no mesmo dia. O primeiro determina os princípios, ferramentas e intervenções prioritárias para o controle do câncer e o segundo se concentra na prevenção e oferece uma visão mais abrangente das pesquisas disponíveis até o momento sobre o tema.



Segundo a OMS, se as tendências atuais continuarem, o mundo verá um aumento de 60% nos casos de câncer nas próximas duas décadas, com crescimento de 81% de novos casos nos países em desenvolvimento.


O INCA afirma que o câncer é o principal problema de saúde pública no mundo e já está entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade) na maioria dos países. Essa estimativa divulgada aponta que teremos 625 mil casos novos de câncer no Brasil a cada ano, no triênio de 2020 a 2022, um crescimento de 4% se comparado com o biênio 2018-2019 que registrou 600 mil novos casos


O câncer de pele não melanoma será o mais incidente, seguido pelos cânceres de mama e próstata, cólon e reto, pulmão e estômago. Depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de próstata é o mais incidente em homens. Apesar disso, ele apresentou leve queda de cerca de 3% se comparado ao biênio anterior.


Veja os principais números divulgados:


  • 625 novos casos de câncer

  • Pele não melanoma: 177 mil

  • Mama: 66.280 mil

  • Próstata: 65.840 mil

  • Colon e Reto: 40.990 mil

  • Pulmão: 30.200 mil

  • Estomago:21.230 mil

  • Bexiga: 10.640 mil

  • Colo de útero: 6.540 mil

  • Ovário: 6.650 mil


Prevenção e Diagnóstico Precoce

“Cerca de 10% dos casos de câncer podem estar relacionados à hereditariedade, mas a grande maioria (90%) se desenvolvem em decorrência de alguma interação com o meio ambiente, quer seja por comportamentos não saudáveis ou pela exposição a fatores de risco. Isso influencia diretamente em outro dado importante que mostra que cerca de 1/3 dos casos poderiam ser evitados.


Para prevenir o câncer é fundamental a adoção de hábitos de vida saudáveis, como realizar atividades físicas regularmente, manter uma alimentação equilibrada, manter o peso adequado, não fumar, evitar o consumo de álcool, não se expor ao sol sem usar proteção, usar preservativo durante a relação sexual, tomar a vacina contra o Papiloma Vírus Humano.

Além disso, é importante conhecer o corpo e estar atento a qualquer anormalidade, buscar orientações médicas e fazer os exames de rotina anualmente. O diagnóstico precoce aumenta para 90% as chances de sucesso no tratamento.


Para saber mais acesse:


https://www.inca.gov.br/estimativa

https://www.who.int/news-room/detail/04-02-2020-who-outlines-steps-to-save-7-million-lives-from-cancer

0 visualização
logo-negativo-novo.png
logo-fb.png
logo-linkedin.png
instagram-logo-icon-voronezh-russia-nove
logo-youtube.png
Médico responsável: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães - CRM/SP 80506
Copyright © Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica Dr. Gustavo Guimarães. Todos os direitos reservados