top of page

Por que a cirurgia é tão importante no tratamento do câncer?

Em linhas gerais, o tratamento de um câncer é formado pelo tripé cirurgia, tratamento medicamentoso e radioterapia. Dentre eles, a cirurgia é a técnica mais antiga e considerada pelos especialistas como um dos tratamentos mais importantes e eficazes, principalmente, no caso de tumores diagnosticados precocemente.



Isso, no entanto, não invalida o fato de que cada paciente é único e que as decisões de tratamento oncológico devem ser individualizadas. De fato, a cirurgia oncológica é indicada para a maioria dos pacientes com tumores sólidos porque existe a necessidade de remoção de tumor, mas há alguns tipos de câncer em que o procedimento é contraindicado.

 

E mesmo dentro do grupo de pacientes para a qual a cirurgia oncológica é uma possibilidade, sua indicação vai depender do tamanho e estágio do tumor e das condições de saúde do paciente. Estado nutricional, alterações cardíacas, pulmonares ou renais do paciente, entre outras, são avaliadas antes da cirurgia. Essa avaliação é realizada pelo cirurgião oncológico, especialista neste tipo de procedimento, ao lado da equipe multidisciplinar responsável pelos cuidados do paciente.

 

Além de ser um procedimento utilizado no tratamento de vários tipos de câncer, a cirurgia oncológica pode ser feita com outros objetivos, como diagnóstico, prevenção e reconstrução. Há situações em que é realizada para aliviar a dor de pacientes, por exemplo, em casos de remoção de metástases (quando o câncer inicial já se espalhou para outras regiões do organismo).

 

Em relação às técnicas cirúrgicas, os avanços tecnológicos estão presentes. A cirurgia aberta, a mais antiga e mais utilizada no Brasil, consiste na intervenção no órgão onde o tumor se localiza para sua remoção e tratamento profilático nas áreas ao redor.


No entanto, há técnicas menos invasivas como a videolaparoscopia, feita por meio de pequenas incisões por onde passam os instrumentos cirúrgicos, entre eles uma câmera que transmite as imagens para o cirurgião e equipe. Outra tecnologia, ainda mais avançada, que pode ser considerada uma evolução da videolaparoscopia, é a cirurgia robótica, onde a intervenção cirúrgica é realizada por meio de um robô controlado totalmente pelo cirurgião.

 

579 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page