top of page

Por que as crianças devem tomar a vacina contra o HPV?

Um vírus que é transmitido por meio da relação sexual e que é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo do útero, além de também ser uma das causas do câncer de vagina, vulva, pênis, ânus, garganta e boca. Esse é o HPV.


E você sabia que existe uma vacina que é a principal forma de prevenir o HPV e consequentemente esses tipos de câncer, mas que ainda a adesão a essa vacina é muito baixa?


Sim, esse é o cenário. Infelizmente são dois os principais motivos: preconceito e desinformação. Muitos pais acreditam que pelo fato de o vírus ser uma infecção sexualmente transmissível não há necessidade da imunização antes do início da vida sexual ou que ao vacinar os filhos estará incentivando que essa fase aconteça mais cedo. Assim, acaba não levando as crianças ao posto de vacinação. Outra questão que prejudica a adesão é o medo da vacina trazer efeitos colaterais graves, já que algumas notícias falsas foram veiculadas em relação a esse tema.


Na verdade, o que precisamos saber é:


- a vacina contra o HPV pode eliminar o câncer de colo do útero no mundo e diminuir a incidência dos outros tipos de câncer relacionados ao vírus.


- a vacinação é mais eficaz antes do começo da vida sexual. A idade indicada para vacinar contra o HPV nas meninas é entre 9 anos e 14 anos e entre os meninos dos 11 aos 14 anos. Vacinar precocemente garante uma proteção maior.


- para que a proteção seja eficaz nessas idades, são necessárias duas doses, com intervalo de 6 meses entre elas.


- a vacina está disponível gratuitamente nos postos de saúde, sendo a quadrivalente que protege contra os vírus 6, 11, 16 e 18, o câncer de colo de útero e as verrugas genitais.


- os homens se contaminados com o HPV, além de serem transmissores para as mulheres podem desenvolver alguns tipos de câncer, como o de pênis de ânus, de garganta e boca.


- não há nenhuma evidência científica que relacione qualquer intercorrência ou evento adverso relacionado a paralisias, doenças neurológicas, infertilidade, menopausa precoce à vacina contra o HPV. A vacina contra o HPV passou por um processo rigoroso de desenvolvimento, de avaliação de riscos e eficácia antes de ser liberada para uso pela população. Portanto, ela é um método seguro e eficaz para prevenir o HPV e alguns tipos de câncer.


- a vacinação contra o HPV integra as estratégias de saúde pública em muitos países. Inclusive, a OMS desenvolveu um chamado para ações e metas para combater o câncer do colo do útero no mundo que tem como uma de suas estratégias principais a vacinação contra o HPV.

361 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page