Esteja alerta aos tipos de câncer masculinos. Homem que cuida da saúde é mais forte.

Atualizado: 30 de Out de 2019

O correto é não esperar o aparecimento de sintomas, mas ter como rotina a visita ao médico e a realização dos exames preventivos anualmente


Quando o assunto é saúde, as mulheres estão na frente. Vários estudos mostram que ainda é distante a relação do homem e o cuidado com a saúde. Culturalmente a maioria deles se enxerga como um super-herói que não tem o direito de adoecer, que precisa ser sempre forte para garantir o funcionamento da rotina. Por isso, evita ir ao médico e, geralmente, quando vai é por insistência da mulher ou dos filhos, mas a doença já pode estar em estágios avançados. E quando se trata de câncer, esse fator é ainda mais preocupante.


O correto é não esperar o aparecimento de sintomas, mas ter como rotina a visita ao médico e a realização dos exames preventivos anualmente. No caso dos tipos de câncer exclusivamente masculinos (próstata, pênis, testículo), a consulta com urologista é fundamental para o diagnóstico precoce. Para se ter uma ideia, a chance de cura do câncer em estágios iniciais pode superar os 90%.


“O homem precisa entender que o autocuidado só traz benefícios. Não é porque ele está indo ao médico preventivamente que vai encontrar uma doença. Agora, se encontrar, o tratamento será muito menos agressivo. Fugir da situação não fará com que ela desapareça, pelo contrário, nesse caso, tratando-se de uma possível doença, a situação só tende a se agravar”, afirma Dr. Thiago Santana, cirurgião oncológico do IUCR.


SAÚDE REQUER ESTAR ALERTA SEMPRE


Para envelhecer bem, o segredo é adotar hábitos saudáveis. Na prática, isso significa realizar atividade física regularmente, ter uma alimentação equilibrada (mais fibras, verduras, frutas e legumes, menos gordura, carnes processadas e embutidas e açucares), manter o peso adequado, beber água na medida certa diariamente, consumir bebidas alcoólicas moderadamente, não fumar, praticar sexo seguro, dormir bem. Essa rotina deve ser permanente. Além disso, é necessário conhecer o funcionamento do seu organismo, estar sempre aleta aos sinais e às características das doenças e realizar os exames médicos preventivos indicados para cada idade e situação.


SABER SOBRE O CÂNCER AJUDA NA PREVENÇÃO


No caso do câncer de próstata, o envelhecimento e a hereditariedade estão entre os principais fatores de risco.


Em geral, a doença se desenvolve em homens com idade superior a 50 anos, tem crescimento lento e, em sua fase inicial, não apresenta sintomas. Entre os sinais de alerta estão dor ou queimação ao urinar, jato urinário fraco, necessidade frequente de urinar e presença de sangue na urina. Por isso, a partir dos 50 anos, anualmente o homem deve passar por consulta com um urologista para fazer o exame de toque retal e a medida sanguínea PSA e, no caso daqueles que apresentam histórico familiar, a idade reduz para 40 anos.


O câncer de pênis tem como principais causas a presença de fimose, a má higienização e o Papiloma Vírus Humano (HPV). Na fase inicial do câncer de pênis, é comum o homem confundir a lesão com uma DST (Doenças Sexualmente Transmissível).


Já no câncer de testículo os principais fatores são a criptorquidia – quando o testículo não desce corretamente da cavidade abdominal (onde se desenvolve na vida uterina) para o escroto, atrofias, hereditariedade e infecção pelo vírus da AIDS. Entre os sintomas estão seu endurecimento ou aumento de tamanho.


Observar o próprio corpo e fazer o autoexame do testículo e do pênis em busca de qualquer alteração estão entre as medidas para o diagnóstico precoce. Ao perceber alguma alteração, buscar avaliação médica é fundamental.


Para saber mais sobre os tipos de câncer masculinos, acesse:


339 visualizações
logo-negativo-novo.png
logo-fb.png
logo-linkedin.png
instagram-logo-icon-voronezh-russia-nove
logo-youtube.png
Médico responsável: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães - CRM/SP 80506
Copyright © Instituto de Urologia, Oncologia e Cirurgia Robótica Dr. Gustavo Guimarães. Todos os direitos reservados